Em Alta 02/03/2022

Reage, mulher, bota um cropped: a moda e o empoderamento feminino

Reage, mulher, bota um cropped! Você certamente ouviu, ou disse para alguém, nas últimas semanas essa icônica frase.

A expressão virou meme nas redes sociais e se tornou viral depois que Gabriela Gomes compartilhou em seu twitter o conselho curioso que recebeu de sua irmã. Enquanto chorava por ter levado um bolo de um rapaz, sua irmã tentou elevar a sua auto estima e soltou a frase.

Mas essa frase vai muito além de um meme ou brincadeira sobre desilusão amorosa ou sobre superar pequenos problemas do dia a dia. Ela fala, na verdade, sobre auto estima, sobre superação, e empoderamento.

E sim, tudo isso por meio de um cropped. Mas por que essa peça carrega tanta representatividade?

A história do cropped

A peça surgiu na indústria da moda nas décadas de 1930 e 1940, e era muito presente no beachwear. O cropped era usado em combinações com as hot pants, e também com saias midi de cintura alta, ajudando a destacar o biotipo ampulheta.

Nos anos 70 voltou a ser destaque junto ao movimento hippie!

Na década de 80 era comum que as mulheres customizassem as suas blusas, o famoso DIY, com cortes de tesoura e sem acabamento, transformando-as em croppeds cheios de personalidade.

Inclusive, nos anos 80 o cropped também era uma febre em meio aos homens! Sim, essa peça também já fez parte do vestuário masculino!

Leia também: Tendências para a moda masculina em 2022

Na década de 80 ele começou a aparecer em outros formatos e a cair no gosto das celebridades, como por exemplo a peça usada por Madonna no clipe de Lucky Star

Mas foi na década de 90 que o cropped, de fato, se eternizou no mundo fashion. Passou a ser produzido em escala industrial. 

A sua origem tem uma forte vinculação com os looks esportivos, afinal, quem não se lembra do característico modelo nas vestimentas das aulas de ginástica?

Mas em 1990 ele foi além, e alcançou a diversidade que tem até hoje. Presente nos looks de diversas celebridades da época, como Cher, Spice Girls, Gwen Stefani e Britney Spears, ele se tornou objeto de desejo.

As famosas blusas “baby look”, somadas às calças de cintura baixa, eram o “tem que ter” da época.

Em 2011 ele também retornou com destaque, tendo a cantora Rihanna como uma das adeptas ao uso do modelo e responsáveis por conferir destaque a ele.

E agora ele retoma seu lugar no mundo da moda, sendo uma das maiores tendências desse ano, mas com uma carga de significado muito maior do que ser somente uma peça fashionista.

O cropped e a mulher empoderada

Por muito tempo o cropped foi considerado uma peça de uso exclusivo de pessoas que tinham o corpo considerado dentro de um padrão de magreza e barriga chapada. 

Mas como felizmente os padrões da moda têm sido quebrados a cada dia, o cropped hoje vem como uma tendência totalmente democrática e com um significado forte: A mulher é linda como ela é, e pode usar o que ela quiser.

Usar a peça tem sido um grito de liberdade e aceitação sobre o corpo feminino. Reagir e colocar um cropped é mostrar pra sociedade, e principalmente para si, a potência que você tem, seu amor próprio e elevar a sua auto estima.

A blogueira e influenciadora de moda Ju Romano tem contribuído muito para essa quebra de padrões, e tem levado diversas mulheres a compreenderem que seus corpos são únicos e perfeitos à sua própria maneira. E adivinhem qual a peça que é figurinha constante em seus looks? Ele, o Cropped!

E não tem regras na hora de montar o look

Na hora de escolher o seu cropped, o que não faltam são opções!

Os modelos mais soltinhos estilo camisetas garantem um ar despojado e jovial ao look.

Já os modelos mais ajustados ao corpo e estruturados como o corset, conferem um ar de sensualidade e feminilidade.

Os croppeds também podem ser mesclados com outras tendências, como por exemplo os modelos com a barra em lastex.

Ele por si só já garante um look cheio de autenticidade e poder, mas se quiser completar ainda mais o visual, vale investir em uma jaqueta bem estilosa, ou em um kimono! 

Mas o que importa mesmo, é você se vestir de auto confiança e acreditar todo dia em seu potencial.

Reage, mulher! Bota um cropped, um jeans Patogê, um vestido ou o que quiser! E SEJA ORIGINAL.

 

Leia também